Notícias

13/01/2022 - Soja

Agricultores gaúchos lidam com seca e temem aumento das perdas na soja

Seca afeta produção no Rio Grande do Sul

Os produtores de soja no Sul do Brasil estão sofrendo com uma seca prolongada que poderia dizimar até 90% da colheita em algumas áreas, a menos que as perspectivas de chuvas escassas mudem em breve.

Nas regiões produtoras de soja do Rio Grande do Sul, o primeiro Estado brasileiro a plantar soja comercialmente e ainda um dos maiores do Brasil, há plantas murchas com baixo porte e enrolamento de folhas.

“Esta soja deveria estar com ao menos 50 centímetros de altura”, disse Nelio Lando, um produtor em Soledade, apontando para a própria lavoura. “E esta aqui, dá para ver, 20 centímetros ou nem isto. Então é certo que não vai produzir nada.”

O calor e a secura de dezembro levaram várias consultorias privadas a reduzir suas estimativas para a produção de soja do Brasil este ano em cerca de 10 a 11 milhões de toneladas, para ao redor de 133-134 milhões de toneladas, com o Paraná sendo o mais afetado por enquanto.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) tem sido mais conservadora, mas também cortou na terça-feira sua previsão de safra para o maior produtor e exportador de soja do mundo.

Alguns analistas sugeriram que fortes chuvas em outras partes do Brasil, incluindo o Estado de Mato Grosso, que é o maior produtor, poderiam compensar parcialmente as perdas no Sul.

Mas para os agricultores do Rio Grande do Sul a perspectiva é terrível, o que pode ampliar as perdas para a safra nacional. Enquanto isto, os vizinhos Paraguai e Argentina assam sob uma onda de calor recorde que também assola o Sul do Brasil.

“A situação já está irreversível”, disse Luis Fucks, vice-diretor presidente da Aprosoja-RS. “Está muito parecido com o ano de 2012, que foi a pior colheita da história.”


Continue lendo AQUI


Por: Diego Vara e Ana Mano

Fonte: Reuters/Dinheiro Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.