Notícias

14/06/2021 - Outros

Arquitetura de solos


Com raras exceções, a agropecuária brasileira tem sido marcada ano após ano por safras recordes. A previsão para o ciclo 2020/2021 não é diferente. Segundo o último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Brasil deve colher 271,70 milhões de toneladas de grãos na próxima safra.

Muito desse sucesso se deve ao incremento da produtividade. Tecnologias de sementes, novas formas de manejo e de correção de solos pobres em nutrientes estão entre os fatores responsáveis pelo salto.

Mas a constante aplicação de agroquímicos e a movimentação intensa de maquinário nas grandes plantações, localizadas principalmente nos solos originalmente ácidos do cerrado, muitas vezes acabam interferindo nas plantas, que não atingem o desenvolvimento considerado ideal.

Por isso, hoje a tendência é fazer o que os produtores chamam de construção de um perfil do solo. Trata-se de uma maneira de enriquecer a terra, tornando-a mais produtiva. Para isso, empregam técnicas como uso de nabo e capim para abrir espaço na terra para outras sementes.

A gerente de defesa agrícola da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Jerusa Rech, explica que a construção de um bom perfil de solo está associada a técnicas de manejo implantadas pelo uso do plantio direto, iniciado na década de 1970.

As técnicas permitiram a semeadura diretamente sobre os restos das plantas colhidas - sem a necessidade de revolver o solo antes. Com isso, solos considerados "pobres", como os do cerrado, passaram a ser mais bem aproveitados para cultivos como soja e milho.

Segundo Jerusa, o principal problema de Mato Grosso hoje é elevar a produtividade dos grãos. "Em Mato Grosso, temos muitas áreas arenosas, mas passíveis de produção desde que você trabalhe o perfil de solo", diz Jerusa.

Nessas áreas, o percentual de argila é baixo, e a água e os nutrientes que ela carrega tendem a se perder. Em áreas naturalmente argilosas a retenção de umidade é maior.

Além de aumentar a produtividade, a construção de um bom perfil de solo ainda traz vantagens ambientais, segundo Jerusa. O grande desafio da produção agrícola brasileira hoje é crescer sem a necessidade de abrir novas áreas.

Mais informações AQUI

Por Vinicius Galera
Fonte: UOL




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.