Notícias

10/01/2022 - Pecuária

Ásia deve demandar mais proteína bovina por conta de queda na produção de suínos


Se depender da demanda internacional por carne bovina, os pecuaristas brasileiros poderão ter um 2022 com perspectivas mais firmes de mercado.

A tendência é que neste ano as exportações devem crescer, com a Ásia continuando a ser o principal destino para os embarques.

A previsão é de autoria dos pesquisadores da Embrapa Gado de Corte, Guilherme Cunha Malafaia, Sergio Raposo de Medeiros e Fernando Rodrigues Teixeira Dias, que integram o Centro de Inteligência da Carne Bovina (CiCarne).

O órgão foi criado em 2014, na Embrapa Gado de Corte, de Campo Grande (MS), como parte da Rede de Observatórios do Sistema de Inteligência Estratégica da Embrapa (Agropensa).

Para os pesquisadores, o aquecimento da demanda por proteína vermelha está relacionado a continuidade de dificuldades da produção de suínos nessa região do mundo, que ainda continua abalada pela Peste Suína Africana.

“Esperamos que a produção de suínos volte a cair em muitos mercados asiáticos, incluindo a China, em 2022, pelos preços descendentes e alto custo com insumos, desestimulando assim a produção. Tal evento criará oportunidades para as exportações brasileiras”, diz a análise do CiCarne.

Continue lendo AQUI

Por Fabio Moitinho
Fonte: Portal DBO




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.