Notícias

21/09/2020 - Outros

Bahia é "grão legal"


Por José Luiz Tejon*

Conversei com Alan Juliani , presidente da Aprosoja Bahia sobre produção, perspectivas 2020/2021 e sustentabilidade .

O Alan, além de presidir a APROSOJA baiana , também é produtor rural em São Desiderio. E sobre a sustentabilidade me garantiu que temos na Bahia compromissos totais com a legalidade. Ou seja a produção de grão da Bahia é legal . Esse tema hoje passou a ser decisivo no futuro do agronegócio que cada vez mais será sinônimo de um sistema de saúde, incluindo a saúde humana, do meio ambiente, cujo início é na originação, nos campos com produtoras e produtores rurais. “O solo não é nosso, o solo é o legado que vamos deixar para gerações futuras, assim meio ambiente e práticas conservacionistas fazem a gestão do grão" , reitera Alan Juliani. Não adianta xingar e reclamar , produção com sustentabilidade e legalidade precisaremos incorporar.

A perspectiva da nova safra 2020/2021 é de um crescimento potencial de 5% na Bahia . Os preços médios subiram , o mercado internacional também , mas cuidado, nem tudo é “ mar de rosas “. E aqui existem alertas importantes no sentido dos produtores travarem o custo . Hoje mais da metade da nova safra da Bahia já foi comercializada . Isso é bom, pois os preços estão elevados . Porém atividade rural é uma caixa de riscos . São Pedro, com o clima, oferta de safras de diversos países, pragas, doenças , o câmbio o quanto estará na hora da colheita, em março e abril de 2021? E com certeza, as eleições nos Estados Unidos irão alterar os cenários da guerra comercial, caso Trump não vença.

O Brasil precisa de muito mais soja. Como exemplo simples, bastou vendermos um pouco mais na exportação neste ano, mesmo com recorde de produção , por outro lado o “ corona voucher “ com os R$ 600,00 , ampliando o consumo do óleo de soja nas casas , e já foi suficiente para apertar o estoque de soja no país, a ponto de diminuir o biodiesel no diesel . No oeste da Bahia , com biodiesel , e com mais agro industrialização sobre a soja , poderemos sim oferecer crescimentos extraordinários para o aumento do PIB da Bahia e contribuir para o crescimento do país, além de ampliar a segurança dos produtores rurais . Investimentos em tecnologia estão sendo feitos com nutrição de solo, plantas, modernos defensivos, sementes, mecanização de precisão , softwares de gestão das propriedades e inteligência de big data . Por isso o agronegócio cresce. Inova em tecnologias.

Se o Brasil não crescer, nenhum governo vai ter o que fazer. Precisamos dobrar o PIB brasileiro, US$ 4 trilhões como meta, e para isso será necessário dobrar o agro de tamanho .

Nós podemos e a Bahia terá cada vez mais importância estratégica vital nesse progresso. Bahia tem “grão legal".

Por José Luiz Tejon - colunista
Fonte: jornal A Tarde




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.