Notícias

29/10/2021 - Soja

Boas práticas renderam 8,3 sacas/ha a mais de soja


A Embrapa Soja e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná - Iapar-Emater (IDR-Paraná) apresentaram os resultados do Programa Grãos Sustentáveis safra 2020/2021, que busca uma produção com adoção de boas práticas agrícolas na cultura da soja. Os números demonstram ganhos diretos para os produtores com a redução de custos, além de benefícios para o meio ambiente com a redução do uso de agroquímicos e diminuição da poluição no meio rural. 

Desde a safra 2013/2014 a iniciativa vêm sistematizando e divulgando os resultados do Manejo Integrado de Pragas (MIP), do Manejo Integrado de Doenças (MID), da Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN), do Controle de Perdas na Colheita da Soja e do Manejo Integrado de Solos e Águas. Essas tecnologias são desenvolvidas pela pesquisa e validadas pelo produtor e têm protocolos técnicos definidos para que o extensionista as aplique no campo.

Uma das estratégias para difundir essas tecnologias, é a implantação de Unidades de Referência (URs) em propriedades de agricultores. Com o acompanhamento dos técnicos, as tecnologias são aplicadas e replicadas junto aos produtores. Nesta safra foram instaladas 250 URs no Paraná.

8,3 sacas/hectare a mais
De acordo com os dados, as propriedades acompanhadas pelos extensionistas que aplicaram o MIP nas lavouras de soja, reduziram em 50% o volume de inseticidas em comparação a propriedades onde a técnica não foi usada. O monitoramento da ferrugem asiática da soja, por meio do MID, diminuiu em 36% o uso de fungicidas nas lavouras monitoradas. Em termos de produtividade o ganho foi maior onde o produtor aplicou a tecnologia da Fixação Biológica de Nitrogênio, com um aumento de 7,5% da produtividade.

Continue lendo AQUI

Por Eliza Maliszewski
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.