Notícias

14/12/2021 - Cana

Cana-de-açúcar editada e não transgênica pode facilitar a produção de etanol


A cana-de-açúcar é a principal matéria prima para a obtenção de etanol no Brasil. A fermentação de 1 tonelada de cana equivale a cerca de 70 litros do combustível. Mas uma pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária do Distrito Federal (Embrapa-DF), na área de Agroenergia, pode ter uma solução para produzir cana de forma mais barata, em menor tempo e com mais precisão.

A pesquisa envolve a criação de uma cana-de-açúcar editada e não transgênica com duas variedades: a Flex I e a Flex II. Elas apresentaram, respectivamente, maior "digestibilidade" da parede celular e maior concentração de sacarose nos tecidos vegetais.

A variedade Flex I foi criada a partir do silenciamento do gene responsável pela rigidez da parede celular da planta. A modificação dessa estrutura apresentou maior "digestibilidade", ou seja, maior acesso ao ataque de enzimas durante a hidrólise enzimática (processo químico que extrai os compostos da biomassa vegetal).

A Flex II foi gerada por meio do silenciamento de um gene nos tecidos da planta, o que ocasionou um aumento considerável na produção de sacarose nos colmos da planta modelo. Ela apresentou incremento de até 15% de sacarose nos colmos, 200% a mais de sacarose nas folhas e 12% a mais de liberação de glicose na sacarificação.

A Flex II seria a responsável do aumento da eficiência na produção de bioetanol, da descoberta de uma variedade mais adequada ao processamento industrial, na obtenção de um bagaço com maior digestibilidade para uso na alimentação animal e na agregação de valor à cadeia produtiva da cana-de-açúcar como um todo.

Continue lendo AQUI

Por Camilla Germano
Fonte: Correio Braziliense




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.