Notícias

19/02/2021 - Soja

Chuva atrasa colheita da soja e onda de frio pode pegar milho tardio


O excesso de chuva no Centro-Norte do Brasil está dando condições para o surgimento de focos de ferrugem asiática, além de prejudicar o escoamento da soja colhida. A situação é mais complicada no Pará, onde a chuva associada às estradas não pavimentadas dificulta o transporte de alguns produtos, como o leite, que precisa ser deslocado com rapidez e frequência das fazendas.

Para os próximos dias, a meteorologia ainda prevê muita chuva em Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Pará e parte do Matopiba. Em alguns locais, o volume previsto é de 100 milímetros .

Somente entre os dias 22 a 27 de fevereiro, as chuvas tendem a dar uma trégua, mas, mesmo assim, não quer dizer tempo completamente seco. “Situação ideal para a colheita não temos, mas existem sim janelas mais favoráveis em que o acumulado diário não passa de 10 milímetros, o problema continua sendo o solo encharcado em algumas áreas e o surgimento de fungos”, diz  Celso Oliveira, da Somar Meteorologia.

Enquanto isso, no Sul, o destaque tem sido o frio fora de época. Em São Joaquim, uma fina camada de gelo cobriu as plantas, deixando as folhas rasteiras congeladas. Urupema, na serra catarinense, registrou a menor temperatura desta quinta-feira: apenas 2,8 ºC. O normal é termos mínimas em torno dos 14 ºC em fevereiro. Em General Carneiro, no Paraná, a mínima foi de 5,6 ºC, a mais baixa para um mês de fevereiro em 20 anos. O grande responsável pelo frio tardio no sul é o La Niña que deve continuar até meados da primavera.

A continuidade do La Niña até a primavera pode trazer ondas de frio precoces entre abril e maio e prejudicar o milho segunda safra no Paraná que já tem atrasos no plantio. A janela ideal para finalizar o plantio no Paraná é 20 de fevereiro, caso contrário o grão sofre mais com os riscos climáticos como falta de chuva e geadas.

“Por enquanto tem frio previsto no início de abril, mas sem geada. No início de maio, tem outra onda de frio prevista que pode trazer mais riscos na região de Palmas, Paraná, mas precisamos monitorar”, finaliza Oliveira.

Por Pryscilla Paiva
Fonte Canal Rural - http://tempuri.org/tempuri.html




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.