Notícias

12/10/2020 - Clima

Chuvas em Outubro favorecem o início da safra de grãos no Brasil


A safra de grãos 2020/2021 começou em grande parte das regiões do Brasil no mês de setembro. O fim do chamado vazio sanitário marca o fim do período em que os produtores não devem realizar o plantio para evitar a proliferação de pragas.

Apesar do sinal verde para o plantio, a maior parte dos produtores seguiu aguardando as condições ideais de umidade no solo para realizar as atividades. A quantidade de água disponível no solo está inferior aos 30 mm em praticamente todo interior do Brasil.

Entre os diversos fatores que influenciaram para que a chuva não retornasse às áreas do Sudeste e Centro-Oeste no decorrer de setembro e início de outubro, está o fenômeno La Nina.

Diversos institutos como NOAA, IRI e BOM confirmaram a presença do fenômeno e de acordo com as últimas simulações probabilísticas do IRI, esse padrão de resfriamento no Oceano Pacífico Equatorial persistirá até o final do verão 2020/2021.

Região Centro-Oeste
O início da segunda quinzena de outubro deve apresentar mudança no cenário das chuvas no centro do país. A chuva deve retornar no dia 14 nas áreas do noroeste e oeste do Mato Grosso, mas ainda com volumes pouco expressivos. Nos estados de Goiás e Mato Grosso do Sul as chuvas devem ficar em torno de 10 a 20 mm.

Nas áreas produtoras de soja a chuva vai continuar a partir do dia 15 e mesmo com volumes baixos não há previsão de longos períodos de estiagem nessas áreas, favorecendo o plantio, sem prejudicar a fase inicial da soja.

O alerta de condições desfavoráveis para a chuva, no começo da segunda quinzena de outubro, fica para parte da região oeste do Mato Grosso do Sul e nordeste do Mato Grosso.

Região Sudeste
Segundo o modelo meteorológico ECMWF, as chuvas mais significativas estão previstas para as regiões central e sul de Minas Gerais e no Espirito Santo a partir do dia 15, favorecendo o ciclo das lavouras de café arábica e conilon.

Nas áreas do triangulo mineiro as chuvas também devem retornar, na segunda quinzena do mês, com acumulados significativos para estabelecer a safra da soja.

No estado de São Paulo a previsão é que os maiores volumes de chuva se concentrem no litoral e na faixa norte. No sul e sudoeste, regiões produtoras de grãos, também há previsão de chuva, porém os acumulados não serão tão expressivos até o final mês.

MATOPIBA
Há previsão de chuvas para o MATOPIBA até o final da primeira quinzena de outubro, mas com baixos acumulados, entre 10 e 15 mm. Os maiores volumes de chuva acontecerão de forma mais isolada.

De 15 a 23 de outubro os produtores dessa região devem ficar em alerta, pois a tendência é que durante esse período não chova e o retorno dos maiores acumulados de chuva aconteça apenas no mês de novembro.

Região Sul
As chuvas já estão voltando com intensidade na região Sul. Para a segunda quinzena do mês haverá um recuo das instabilidades para a região Sul, mas a tendência é que as chuvas ainda aconteçam de maneira irregular, chovendo mais em algumas regiões e menos em outras.

O modelo meteorológico ECMWF sinaliza acumulados de chuva acima de 75 mm em áreas do Paraná e Santa Catarina. Se as previsões entre os dias 15 e 23 desse mês se confirmarem, as chuvas poderão chegar até o noroeste do Paraná, região que vem sofrendo com o tempo mais seco.

O Rio Grande do Sul será marcado por chuvas irregulares. Os maiores volumes ocorrerão no final do mês, com acumulados significativos no setor norte e nordeste do estado.

Por Amanda Balbino
Fonte: Tempo.com




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.