Notícias

02/12/2020 - Soja

Datagro revisa para cima produção de soja no país; milho no centro-sul também teve ajuste positivo


A consultoria Datagro revisou levemente para cima sua projeção para a colheita de soja no Brasil na safra 2020/21. Agora, o País deve colher 134,98 milhões de toneladas da oleaginosa, avanço de 0,4% ante a projeção anterior, que era de 134,44 milhões de toneladas. Em relação à colheita da safra 2019/20, a consultoria projeta produção 6% maior do que os 127,45 milhões de toneladas produzidos na temporada anterior.

A área plantada também foi ajustada para cima, para 38,79 milhões de hectares, ante 38,68 milhões de hectares da estimativa anterior e 3% maior do que os 37,5 milhões de hectares do ciclo 2019/20.

Segundo a Datagro, produtores se sentiram estimulados a aumentar a área plantada por causa dos preços acima das médias históricas, lucro da safra atual, oferta de crédito, demanda interna e externa aquecida, inclusive para a próxima safra, além da limitação da área plantada na Argentina. Outro fator a pesar favoravelmente foi a redução na tabela de fretes e a manutenção do acordo comercial Fase 1 entre Estados Unidos e China, pelo menos até o momento.

O destaque negativo, porém, ficou por conta do fenômeno climático La Niña. "Já tivemos irregularidade na chegada das chuvas na Região Central (do Brasil), e clima seco dominante em outubro e novembro na Região Sul. Mas em função do resfriamento das águas do Atlântico Sul nas últimas semanas, a previsão é de que as chuvas nessa região se normalizem a partir de agora, o que estabilizaria as perdas no milho e recuperaria as condições da soja", citou o coordenador de Grãos da Datagro, Flávio Roberto de França Junior.

Em relação ao milho, a Datagro manteve a projeção anterior para o Centro-Sul do País, de 4,43 milhões de hectares semeados em 2020/21 na safra de verão, ou 2% mais ante os 4,34 milhões de hectares de 2019/20. Quanto à produção, porém, a consultoria revisou para baixo a colheita em relação à estimativa anterior. Desta forma, o País deve colher 27,33 milhões de toneladas de milho na safra verão - ante 27,76 milhões de toneladas da previsão anterior, mas 5% mais ante a colheita de 2019/20, que somou 26,15 milhões de toneladas.

Quanto ao milho de inverno (segunda safra), a área também não teve modificação ante a previsão anterior da Datagro, ficando em 15,35 milhões de hectares, ou 5% acima da semeadura da safra 2019/20, que foi de 14,65 milhões de hectares. Já a produção no Centro-Sul deve alcançar 86,71 milhões de toneladas, 8% mais ante os 80 milhões de toneladas colhidas na temporada anterior. Em relação à previsão passada, o montante se manteve.

Considerando as duas safras do cereal no País, a Datagro informou que a área em 2020/21 segue estimada em 19,77 milhões de hectares, 4% acima dos 18,99 milhões de hectares de 2019/20. Já a produção potencial passou para 114,04 milhões de toneladas, sobre os 114,48 milhões de toneladas do levantamento anterior, mas cerca de 7% acima dos 106,15 milhões de toneladas da safra 2019/20.

Por Tânia Rabello
Fonte: Broadcast Agro - http://tempuri.org/tempuri.html




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.