Notícias

23/12/2021 - Outros

Em Mato Grosso, tempo bom sustenta otimismo no campo


“No ano passado, [a safra de milho] tinha tudo para dar errado, e deu”, resume o produtor Endrigo Dalcin, do município de Nova Xavantina (MT), sobre o desempenho de suas lavouras, cuja produtividade, que havia chegado a 106 sacas por hectare na segunda safra 2019/20, caiu para apenas 38 sacas por hectare em 2020/21. Neste ano, o quadro é o oposto. Sem a escassez de chuvas que se viu em 2020, o Estado concluiu o plantio da soja em apenas 11 semanas, a semeadura mais rápida já registrada pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Isso deve permitir que o plantio da safrinha de milho ocorra já em fevereiro, dentro da janela ideal, ao contrário do que ocorreu na última temporada, quando a semeadura da segunda safra começou apenas em março. “Nós começamos com 15 dias de antecedência neste ano e com variedades mais precoces, então nossa previsão é iniciar a colheita no fim de janeiro, com tempo suficiente para cultivar o milho em fevereiro”, afirma Dalcin.

Continue lendo AQUI

Por Rikardy Tooge
Fonte: Valor Econômico




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.