Notícias

13/09/2021 - Soja

Em nova safra de soja, clima volta a concentrar atenções


O calendário de plantio da soja no Brasil começa oficialmente nesta semana, com o fim do vazio sanitário - suspensão temporária da produção da oleaginosa, adotada para combater a ferrugem asiática nas lavouras - em alguns dos maiores Estados produtores. Mesmo a estimativa mais conservadora, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), é de safra recorde (a estatal prevê colheita de 141,26 milhões de toneladas no país, 3,9% maior que a do ciclo anterior), mas o resultado está sujeito à variável mais incontrolável de todas: o clima.

No ano passado, a falta de chuvas nos primeiros meses da safra causou grande atraso na semeadura, o que não impediu que o Brasil fizesse sua maior colheita de soja na história, de 135,9 milhões de toneladas. Por outro lado, o adiamento dos trabalhos nas lavouras do grão acabou postergando também o plantio do milho safrinha, com reflexos que aparecem agora: a Conab estima quebra de 20,8% na cultura, para 59,4 milhões de toneladas.

“O Sul deverá ter uma safra relativamente boa. Até outubro, a previsão é de chuvas dentro da normalidade, mas, em novembro, elas devem retornar ao Cerrado com ocorrências irregulares nos Estados da região. Isso pode ser preocupante. A tendência é que não chegue a ser uma estiagem, mas deverá ser um intervalo maior, com normalização ocorrendo entre janeiro e fevereiro”, projeta Marco Antônio dos Santos, agrometeorologista da Rural Clima.

Mais informações AQUI

Por Rikardy Tooge
Fonte: Valor Econômico




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.