Notícias

11/08/2021 - Pecuária

Embrapa vê pecuária mais atuante que grãos ante mudanças climáticas


O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPSS, na sigla em inglês), divulgado essa semana pela ONU, reforça alertas sobre o uso de energias fósseis. O documento traz uma avaliação científica dos últimos sete anos e estima que o aumento de 1,5ºC, comparado com o período pré-industrial, será atingido em 2030 — dez anos antes do previsto pelas autoridades ambientais. Quem comenta o assunto é o pesquisador Eduardo Assad, da Embrapa:

“Nós estamos alertando o setor de agronegócios há mais de 20 anos de que essas coisas [efeitos das mudanças climáticas] estariam acontecendo. No início dos anos 2010, começamos a perceber certas coisas, principalmente na pecuária. E aí começamos a alertar de que era preciso reduzir as emissões de metano, melhorar as pastagens, acabar com os pastos degradados — e que tudo isso entraria na equação de compra e venda de boi”, diz Assad.

Os pecuaristas reagiram ao contexto de mudanças climáticas, de acordo com Assad. “Hoje nós temos um protagonismo interessante na pecuária que é muito maior do que no setor de grãos. O pessoal de grãos ainda não acordou. É preciso acordar. Por que? A Europa já estabeleceu o famoso carbono de fronteira e vai querer saber se nosso produto é limpo ou não. Não basta falar que ele é limpo, tem que mostrar, tem que monitorar”, afirma ele.

Mais informações AQUI

Fonte: Canal Rural 




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.