Notícias

04/02/2021 - Milho

Estoques de milho em alta na China mostram preocupação com suprimento


Estoques de milho detidos por fabricantes de ração e outros usuários do grão saltaram para o maior nível em anos em algumas regiões, indicando que consumidores intensivos do cereal seguem preocupados com uma possível escassez mesmo após a recente colheita.

Consumidores industriais de milho chineses têm adquirido o grão para alimentar uma rápida recuperação do setor de criação de suínos desde 2019, o que levou os preços domésticos do milho a subirem 50% em 2020 e gerou importações recordes, incluindo a maior compra de milho norte-americano já fechada pela China, anunciada na semana passada.

Muitas das compras foram para uso imediato, mas também houve aquisições para recomposição de estoques antecipando que o aperto na oferta pode durar. Eles continuaram comprando mesmo conforme produtores rurais colhiam uma das maiores safras de milho já registradas na China, estimada em mais de 260 milhões de toneladas no mês passado.

A formação de estoques vem após a produção de milho chinesa ter sido atingida no ano passado por tufões. Além disso, regulares leilões do governo esvaziaram as reservas estatais justo em momento em que a demanda do setor suíno se recuperava de surtos de peste suína africana.

“A nova safra chegou ao mercado sem problemas e os agricultores não seguraram as vendas. Operadores de mercado e processadores (de milho) compraram os grãos e os transformaram em estoques, então a alta foi muito forte”, disse Meng Jinhui, analista sênior da Shengda Futures.

Desde o início da nova temporada, em 1° de outubro, até 10 de janeiro, empresas já haviam adquirido 62,79 milhões de toneladas de milho de produtores rurais, contra 50,7 milhões no ano anterior, segundo dados da Administração Nacional de Alimentos e Reservas Estratégicas.

Essas compras ajudaram a levar os estoques comerciais de grãos da China a máximas de 15 anos, com estoques de milho no cinturão de produção do cereal no nordeste do país crescendo para três vezes o nível do ano passado, segundo informação de um representante do governo à mídia estatal no mês passado.

O Departamento de Agricultura dos EUA estima que o consumo de milho da China vai exceder a produção em cerca de 25 milhões de toneladas na temporada 2020/21.

Por Reuters
Fonte: MoneyTimes - http://tempuri.org/tempuri.html




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.