Notícias

18/11/2021 - Soja

Importador de soja teme nova regra


Importadores europeus de soja sinalizaram ontem dificuldades que terão com a proposta europeia para barrar importações de commodities de terras desmatadas, que poderá levá-los a abandonar compras em áreas de potenciais riscos.

A avaliação ouvida pelo Valor foi de que a demanda de geolocalização dos locais de produção tem na prática um vínculo direto entre o produto colocado no mercado e sua origem. E é muito difícil obter 100% de garantia, ou “zero desmatamento”, como a União Europeia exigirá.

Além disso, separar fisicamente produção do que vem ou não de terra desmatada resultará em custos adicionais. Fonte europeia cita como exemplo uma estimativa de que na metade do ano passado a soja não OGM custava 50% mais caro quando chegava à Europa do que a soja convencional (que é OGM).

Assim, a tendência é de certos importadores tomarem distancia de riscos potenciais e não fazer negócios em certas regiões produtoras.

Por sua vez, três grandes entidades - Coceral, Fediol e Fefac -, representando o comércio de grãos e sementes oleaginosas da União Europeia, a indústria de esmagamento e de ração animal, divulgaram comunicado no qual apoiam o objetivo europeu de luta contra o desmatamento, mas consideram que Bruxelas adota a “abordagem errada”.

Continue lendo AQUI

Por Assis Moreira
Fonte: Valor Econômico




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.