Notícias

23/10/2020 - Pecuária

Ipea prevê recuperação no abate de bovinos e alta de 1,9% do PIB Agropecuário em 2020


O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revisou a projeção da taxa de crescimento do produto interno bruto (PIB) do setor agropecuário de 1,6% para 1,9% em 2020. Em carta de conjuntura publicada ontem (22/10), os pesquisadores destacam a melhora nas previsões do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o setor, em especial para a pecuária.

Conforme o estudo, “os dados do Sistema de Inspeção Federal (SIF) para a produção animal já indicam tendência de recuperação no abate bovinos, tendo inclusive retornado ao patamar pré-Covid-19 observado no primeiro trimestre deste ano”.

O grupo de Conjuntura do Ipea prevê queda de 1,5% no valor adicionado da pecuária ao PIB agropecuário, devido ao acentuado declínio na produção de carne bovina este ano, na comparação com o volume de abates na segunda metade do ano passado. Dessa forma, projeta-se que já no quarto trimestre, a queda interanual da produção de carne bovina deve ser menor, fechando o ano com recuo de 4,3% nos abates ante uma queda acumulada de 5,2% até junho. Há expectativa de desempenho positivo nos segmentos de suínos (+ 7,8%), ovos (+3,2%) e leite (+0,2%).

“Vale destacar que a queda na produção bovina esperada para 2020 tem, entre suas causas, o elevado volume de abates, inclusive de matrizes, na segunda metade do ano passado, puxado pela demanda aquecida e pelo preço elevado, que gerou problemas do lado da oferta”, informa o Ipea, em nota.

Agro
A partir das projeções de safra da Conab, o Ipea prevê alta de 3,9% no valor adicionado da lavoura motivada, principalmente, pela revisão positiva da produção de soja e café em 2020, duas das principais culturas da produção agrícola no país. No primeiro caso, a safra de soja teve seu crescimento revisado de 6,6% para 7,0%. Já no caso do café, a estimativa de alta para a produção foi revisada de 19,4% para 21,5%. Além do ano ser favorecido pela bienalidade positiva do café, em especial da variedade arábica, o clima é um dos fatores que tem contribuído para o bom resultado da cultura este ano.

A estimativa de crescimento do PIB Agro caiu 2,4% para 2,1%, por conta das estimativas mais otimistas para as safras de soja e de milho deste ano, o que eleva a base de comparação e é um indicativo que, devido ao cenário mais favorável, parte da produção dessas culturas deverão ser antecipadas do início do próximo ano para o final deste. O valor adicionado da lavoura deve crescer 1,8% e o da pecuária 3,9% em 2021.

Por IPEA
Fonte: Portal DBO - http://tempuri.org/tempuri.html




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.