Notícias

21/10/2021 - Soja

La Niña e choque na oferta de insumos trarão ainda mais turbulências para safra


A safra 2021/22 de soja do Brasil ainda deverá passar por uma série de turbulências caso se confirmem as condições climáticas que as previsões apontam para os próximos meses. Como explica o diretor da Pátria Agronegócios, já são 23,7% da área estimada cultivada com soja no país, registrando, portanto, o ritmo mais acelerado da história do país. "É o reflexo do clima que está ajudando e mais a capacidade de trabalho no campo", diz, em entrevista ao Notícias Agrícolas ontem (20/10). Em todos os principais estados produtores o início da semeadura é bastante acelerado e bem mais adiantado do que no mesmo período do ano passado. 

No entanto, as atenções estão sobre as previsões de um novo La Niña podendo marcar o verão na América do Sul e "a preocupação agora é com a chegada de um padrão mais seco, principalmente no Sul do Brasil e na Argentina", a partir de meados de novembro, começo de dezembro. 

São esperadas chuvas abaixo da média de novembro até meados de abril, o que preocupa, inclusive, para a safrinha de milho 2022. E para os argentinos as preocupações são ainda maiores, o que traz uma atenção maior sobre a oferta que a América do Sul deverá entregar, efetivamente, ao mercado global de soja. 

Continue lendo AQUI

Por Carla Mendes 
Fonte: Notícias Agrícolas




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.