Notícias

01/07/2021 - Milho

Milho e soja em ritmo de estabilização


A tendência de acomodação das cotações dos grãos em patamares mais baixos ganhou força e, depois de 12 meses consecutivos de valorizações, soja e milho encerraram junho com preços médios mensais menores que um ano antes na bolsa de Chicago. Ainda assim, os contratos futuros de segunda posição de entrega das duas commodities alcançaram, no primeiro semestre, valores médios mais de 60% superiores aos do mesmo período de 2020.

Cálculos do Valor Data baseados nesses papéis mostram que, no caso da soja, a média do mês passado foi 6,87% menor que a de maio, mas subiu 17,82% em relação a dezembro e 64,44% em comparação com junho de 2020. Assim, a média semestral foi 62,82% maior que a de janeiro-junho do ano passado.

No mercado de milho, o movimento é parecido. A média de junho foi 7,41% menor que a de maio, mas ainda com altas de 34,1% em relação a dezembro e de 76,83% ante junho de 2020. Na comparação entre os primeiros semestres, o aumento chegou a 61,65%.

No milho e na soja, as valorizações mensais nas comparações anuais já giraram em torno de 100%, mas, de qualquer forma, os percentuais atuais continuam elevados. Embora movimentos de fundos tenham reduzido os aumentos, os fundamentos seguem “altistas” para os preços e, segundo analistas, há espaço para novos saltos nos próximos meses.

Mais informações AQUI

Fonte: suinocultura industrial




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.