Notícias

04/10/2021 - Milho

Milho: veja o que pode influenciar os preços do mercado na semana


O preço do milho na Bolsa de Chicago mantém preços firmes apesar do momento de forte de colheita e estoques apontados mais altos pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que elevou de 30,1 para 31,4 milhões de toneladas os estoques finais da safra 2020/2021.

Acompanhe abaixo os fatos que devem merecer a atenção do mercado de milho na semana. As dicas são do analista Paulo Molinari, da consultoria Safras & Mercados:

  • Bolsa de Chicago ainda com preços firmes apesar do momento forte de colheita e estoques apontados mais altos pelo USDA;
  • USDA elevou de 30,1 para 31,4 milhões de toneladas os estoques finais da safra velha;
  • Consequentemente deve elevar os estoques finais da safra nova;
  • Contudo, o trigo apresentou forte corte de estoques e estabeleceu uma sustentação para Chicago acima dos US$ 7/bushel;
  • O milho está, basicamente, aguardando uma demanda chinesa que pode surgir a qualquer momento e o fluxo maior de exportações em função desta relação com o trigo caro;
  • Exportações semanais devem começar a evoluir na semana;
  • Mercado interno com diminuição razoável das fixações na semana;
  • Intenção de venda começa a diminuir de forma generalizada;
  • Importações continuam chegando da Argentina e do Paraguai e exportações também continuam ocorrendo com 12 milhões de toneladas já comprometidas;
  • Agora o mercado basicamente dependerá desta composição entre a redução dos estoques nos consumidores e a paralisação das vendas pelos produtores;
  • Chuvas ajudam o plantio no Sul e devem iniciar em SP e Sul de MG na semana.

Fonte: Canal Rural 




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.