Notícias

11/11/2021 - Milho

Milho/Rabobank: china deve importar menos dos EUA; Brasil vai elevar embarques externos


A China deve importar 26 milhões de toneladas de milho em 2022, volume expressivo quando comparado à média dos últimos dez anos, mas 3,5 milhões de toneladas menor em relação ao previsto para este ano, projeta o Rabobank, no relatório "Perspectivas para o agronegócio brasileiro", divulgado ontem (10/11).

Segundo o banco, "a China ainda enfrenta déficit em seus estoques de milho e, com isso, a substituição por outros grãos (trigo, arroz e cevada) ainda persistirá ao longo de 2022, o que limitará o volume importado do grão neste período", diz. O principal fornecedor do grão ao gigante asiático será os Estados Unidos.

Em relação ao Brasil, porém, o relatório comenta que, neste ano, a queda significativa da safra de milho limitou as exportações. Assim, "em meio a um cenário de salto de produção de 87 milhões de toneladas para 116 milhões de toneladas, é esperado que o volume exportado alcance 37 milhões de toneladas, 20 milhões de toneladas acima do volume exportado em 2021", cita o banco.

Continue lendo AQUI

Por Tânia Rabello
Fonte: Broadcast agro




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.