Notícias

10/08/2021 - Milho

Monitoramento por satélite da Basf cobrirá cana e milho


A Basf pretende ampliar para 3 milhões de hectares a área de cobertura global de sua ferramenta de monitoramento de pragas e doenças com o uso de satélites. No Brasil, o algoritmo comercial já está pronto para uso em plantações de algodão, e, em setembro, estará apto também para o mapeamento de canaviais. A partir de janeiro, a ferramenta estará disponível para a segunda safra de milho.

Na safra 2020/21, a multinacional alemã passou a contar com uma tecnologia que “atravessa” as nuvens, que frequentemente impedem a captura de imagens em sistemas de monitoramento por satélite. A Basf comprou uma tecnologia de micro-ondas da companhia holandesa VanderSat - a múlti não informou as condições do acordo comercial - e testou a novidade na temporada passada em cerca de 1 milhão de hectares, espalhados pelo Brasil, Estados Unidos e países da Europa.

A solução foi combinada aos satélites Sentinel 1 e 2, que agora conseguem capturar as imagens e traduzi-las em mapas de biomassa mesmo em dias nublados. “Assim, o produtor sabe exatamente o estado atual de saúde da lavoura”, diz Lucas Marcolin, gerente comercial da Xarvio, plataforma de agricultura digital da Basf. Segundo ele, durante os testes feitos ao longo da safra 2020/21, não houve relatos de problemas ou incongruência nos dados que a ferramenta gerou.

Continue lendo AQUI

Por José Florentino
Fonte: Valor Econômico




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.