Notícias

29/11/2021 - Soja

Mudança no calendário de plantio da soja é contestada em Mato Grosso


Uma decisão recebida como conquista pelo setor produtivo em Mato Grosso virou alvo de disputa entre agricultores e pesquisadores, com apoio do Ministério Público Estadual. O plantio da soja em fevereiro, autorizado recentemente pelo governo federal, passou a ser contestado na Justiça. Associações de produtores saíram em defesa da ampliação do calendário para poder produzir sementes próprias.

Em setembro, o Ministério da Agricultura liberou a semeadura até 3 de fevereiro, ampliando a janela de plantio que estava limitada ao dia 31 de dezembro desde 2015. Favorável à ampliação da janela de plantio, a Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja-MT) divulgou no final de outubro uma pesquisa que, em sua visão, atesta a viabilidade do cultivo fora da época em que o grão é mais cultivado no país. 

"O mês de fevereiro tem menos chuva, então não é o maior potencial produtivo, mas como a incidência de ferrugem é menor, se usa menos fungicida e a qualidade é melhor, reduzindo os custos", argumenta o coordenador do estudo da Aprosoja-MT, o engenheiro agrônomo Erlei Melo Reis. A pesquisa levou quase quatro anos e gerou "um gasto enorme", segundo ele, para atestar a viabilidade do plantio da soja em fevereiro.

Continue lendo AQUI

Por Bruno Cirillo
Fonte: Globo Rural 




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.