Notícias

11/11/2021 - Pecuária

Pasto bem cuidado pode reduzir em até 12% as emissões de metano da pecuária


Dentre todas as alternativas existentes para reduzir as emissões de metano do rebanho bovino, como enzimas e aditivos incluídos na ração animal, a maior contribuição talvez esteja em um processo mais elementar da criação de gado: o manejo de pastagens. Um pasto bem cuidado pode significar até 12% menos de emissões do gás formado no processo de digestão dos animais, de acordo com estudos.

Muitos desses trabalhos são concentrados em pecuária leiteira e em países de clima temperado, mas podem ser um indicativo do potencial da pecuária de corte na redução dos níveis de metano na atmosfera, diz o professor do departamento de zootecnia da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), Luciano Cabral.

“Do ponto de vista nutricional, comparando uma forrageira não devidamente manejada com uma manejada adequadamente, e que proporciona ao animal um maior consumo de lâmina foliar vede, que seria aparte mais nutritiva da planta, provavelmente se tenha menor teor de fibra e maior quantidade de carboidratos solúveis. Só olhando para isso, a gente já pode fazer algumas inferências sobre o processo fermentativo”, explica Cabral.

Continue lendo AQUI

Por Cleyton Vilarino
Fonte: Globo Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.