Notícias

28/06/2021 - Pecuária

Pecuarista reduz custo da silagem em 50% com uso de sorgo forrageiro


Um pecuarista de Goiás resolveu apostar no uso do sorgo forrageiro para reduzir o custo com a silagem. O resultado foi promissor. Em substituição ao milho, no primeiro corte, em fevereiro de 2021, o produtor Marcelo Alves Ferreira fez 75 toneladas de silagem por hectare (ha), totalizando 240 toneladas nos 3,2 ha cultivados.

“Seguramente me custou a metade do que gastaria para produzir silagem de milho, por exemplo. A decisão, portanto, reduziu o custo de produção em aproximadamente 50% e me permite dormir tranquilo. Tenho comida para todo o período seco e até o final do ano”, garante Ferreira, dono da Fazenda e Haras MKF, em Pirenópolis (GO).

Com um rebanho leiteiro de 80 cabeças (de mamando a caducando) ele também comemora a maior resistência ao déficit hídrico no solo, adaptabilidade e capacidade de rebrota da variedade escolhida (Agri 002E, popularmente conhecido como Sorgo Gigante Boliviano, em função de sua altura, que pode superar os cinco metros).

“O milho é muito exigente quanto à presença de água e adubação. Para eu conseguir produzir 50 t/ha de silagem com ele em condições de redução de disponibilidade hídrica, tenho de ser um expert e investir pelo menos o dobro. Com o sorgo, tenho ainda um segundo corte garantido, que devo fazer ao final de julho. Mesmo sem chuvas, devo somar pelo menos mais umas 80 toneladas. Essa é uma das propostas do Gigante”, conta o produtor.

Dieta eficiente com sorgo
O produtor de Pirenópolis começou a ofertar a silagem de sorgo para seus animais no final de maio. Ele entende que o material forrageiro não substitui os demais, mas consegue compor uma dieta de forma muito eficiente, de qualidade e com baixo custo. “Nessas primeiras semanas não posso me queixar de nada. A produtividade, a qualidade da massa ensilada e seu odor são bastante positivos.  Para elevar o nível de NDT, misturo um pouquinho de casquinha de soja ou mesmo de milho triturado. Isso dá um ‘up’ no volumoso”, garante.

Mais informações AQUI

Fonte: Canal Rural 




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.