Notícias

20/08/2021 - Pecuária

Por que é difícil abrir mão do confinamento mesmo quando os insumos estão caros?


“O confinamento tem uma característica que à medida que a pessoa o incorpora em seu sistema de produção, ele passa a fazer parte e é difícil abrir mão”, analisou em em entrevista ao Giro do Boi, o engenheiro agrônomo, mestre e doutor em ciência animal e pastagens Sérgio Raposo, pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste.

O agrônomo explicou a colocação, destacando que em 2021 a intensificação da engorda superou mesmo o aumento do custo. “O interessante é que apesar dos insumos estarem caros, a arroba está valorizada. Isso explica também. E vamos torcer para que o mercado continue aquecido e que a gente tenha uma retomada no mercado interno, aumento de consumo interno, que seria muito bom”, considerou.

Por isso, mesmo em meio a dificuldades, Raposo projetou que a atividade seguirá sua tendência de crescimento linear. “Na hora que o pecuarista incorpora o confinamento no sistema de produção, ele passa a ser necessário. Por isso é muito importante que mesmo que você tenha em um ou outro ano um resultado negativo nas arrobas produzidas engordadas em confinamento, ou seja, mesmo se você está gastando mais para engordar a arroba do que se vai receber, (acaba compensando) pelas arrobas estocadas, pois você entrou com valor do custo da pastagem e também porque você liberou pastagens. Nos animais que estarão na pastagem, o desempenho é melhor e você vai manejar melhor a pastagem, correndo menos risco de degradação. Esse pacote como um todo justifica você ter o confinamento, tanto que o confinamento é de adoção crescente. Se você pegar os últimos 20 anos, a adoção é crescente e eu acredito que vai continuar sendo assim. Vai continuar a aumentar o número de animais confinados por essas vantagens que ele traz”, opinou.

Mais informações e assista e entrevista AQUI

Fonte: Giro do Boi/Canal Rural





Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.