Notícias

30/06/2021 - Tecnologia

Precisão: DNA do solo


Com o objetivo de incrementar a produtividade nas lavouras, a ConnectBio está apostando em análises de enzimas e dos micro-organismos presentes nos solos, possibilitando a detecção precisa de suas diferenças. A partir dos resultados obtidos, a empresa recomenda soluções para a preservação da saúde da terra, auxiliando na escolha dos melhores produtos para a correção. Para a execução das análises, a agtech atua com a Central Analítica da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc).

Agro conectado
Não há dúvidas: a pandemia acelerou a digitalização no campo. Mas, para evitar qualquer achismo, os resultados da segunda edição da pesquisa A cabeça do Agricultor Brasileiro na Era Digital – Pulso 2021, da McKinsey, confirmam. Antes da chegada da Covid-19 em território nacional, 36% dos agricultores brasileiros utilizavam meios digitais para realizar compras de insumos e maquinários, ante 25% nos Estados Unidos e 15% na União Europeia. E o processo se intensificou durante a pandemia. Desde que as regras de isolamento social foram impostas no Brasil, o setor viveu um salto de dez pontos percentuais, com 46% dos produtores rurais adotando ferramentas digitais, enquanto nos Estados Unidos e na UE houve um salto de apenas sete pontos percentuais. 

“O Brasil continua na vanguarda da adoção do digital para transações na agricultura”, afirmou Nelson Ferreira, sócio sênior e líder de Agronegócios da McKinsey na América Latina. Para o estudo foram entrevistados cerca de 600 produtores brasileiros de diferentes culturas, incluindo algodão e grãos no Matopiba; hortaliças, cana-de-açúcar, café e também grãos no Sul do País. Outra constatação foi que as ferramentas digitais são utilizadas pelos agricultores durante toda a jornada. “Ele não usa a internet apenas para cotar preço, ele também recorre ao ambiente on-line para comparar produtos e seus respectivos preços, buscar suporte técnico e negociar”, disse Ferreira. 

De acordo com o levantamento, 55% dos produtores brasileiros usam o WhatsApp para fazer as ações digitais e 62% disseram que a ‘boa experiência’ é o que os leva a escolher uma plataforma para compras on-line. Mesmo diante do cenário positivo, há obstáculos a serem superados. Os principais deles são o custo das ferramentas e a falta de infraestrutura nas áreas rurais.

Mais informações AQUI

Por Ingrid Biasioli
Fonte: Dinheiro Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.