Notícias

04/10/2021 - Pecuária

Preço de carnes não dará trégua mesmo após forte aumento


A alta dos preços dos alimentos atingiu em cheio um ingrediente importante da dieta alimentar da maioria da população: a proteína animal. Os preços de carnes, da bovina à suína e de frango, e até do ovo acumulam altas de dois dígitos, limitando e muito a capacidade de o brasileiro continuar com a carne no prato.

O aumento acumulado no preço de carnes, pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), chega a 69,9% entre janeiro de 2019 e agosto de 2021. É um crescimento que se reflete nos diferentes tipos de corte, do filé mignon ao acém, passando pelo músculo e pela alcatra e também pela carne suína, atingindo de forma generalizada todas as classes de renda, ainda que o impacto seja mais intenso nas famílias mais pobres.

Continue lendo AQUI

Por Lucianne Carneiro
Fonte: Valor Econômico




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.