Notícias

23/11/2021 - Soja

Preço diferenciado e novas variedades devem estimular plantio de soja não-transgênica


Estimulados pelo ganho médio de R$ 2 mil a mais por hectare, em função de prêmios que chegam a US$ 17 por saca, produtores de soja, sobretudo no Cerrado, estão optando pelo grão convencional, segundo o setor. "Existe um mercado grande, demandante, em função do prêmio da soja convencional e ganhos na produtividade", diz o conselheiro do Instituto Soja Livre, Luiz Fioreze.

Ele prevê que, no Mato Grosso, a área plantada sem transgênicos vá de 5,6% a 8% do total em 2022. Em Minas Gerais, ainda pouco expressiva, essa área deve crescer de 60 mil a 100 mil hectares; em Goiás, a alta pode chegar a 20% sobre 100 mil hectares; e, no Tocantins, o salto previsto é de cinco mil para 30 mil hectares, de acordo com o ISL.

O lançamento de variedades visando a safra 2022/2023 deve ser outro fator de estímulo ao cultivo comercial do grão não-transgênico. No dia 17, o Instituto Soja Livre (ISL) lançou três variedades de convencional. No total, há 13 germoplasmas em estudo pela Embrapa e empresas privadas, com apoio da Fundação Cerrado. "As tradings estão fomentando o cultivo de soja tradicional no Cerrado", indica Fioreze.

Continue lendo AQUI

Por Bruno Cirillo
Fonte: Globo Rural




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.