Notícias

02/02/2021 - Soja

Produtores brasileiros vão colher mais uma safra recorde de soja


No Brasil, o clima ajudou e o produtores de soja vão colher mais uma safra recorde este ano.

Nas primeiras horas do dia, trabalhadores fazem manutenção nas máquinas.

É preciso aguardar o sol para começar a colheita. Se a planta estiver úmida, a máquina não colhe. Agora a gente precisa do sol para bater a soja e mandar para o mercado

Nesta propriedade, a colheita está superando a expectativa. Ano passado, o produtor colheu em média 60 sacas de soja por hectare. Desta vez, 65 sacas por hectare, e essa excelente alta produtividade acontece principalmente porque o clima tem ajudado.

São 1.500 hectares com soja. Teve chuva e sol na medida ideal para o desenvolvimento das plantas.

“Essa lavoura nasceu muito bem e, de acordo com as etapas que a gente sempre solicita para Deus de chuva, ela chegou na hora certa e então nós tivemos um bom rendimento da lavoura”, diz o produtor Alberto Alves de Castro.

Mas essa chuva no momento certo não se repetiu em todo o país. Em Mato Grosso, historicamente nesse período do ano, 20% das lavouras já estariam colhidas. Desta vez, menos de 5% foram retiradas do campo. É que faltou chuva na hora do plantio e isso está atrasando o início da colheita.

"A janela de plantio foi menor, então tivemos que ter eficiência maior no plantio. Tivemos turnos de 24 horas, 2, 3 turnos", diz o produtor Rafael Bueno.

Mesmo com esse atraso, especialistas estimam que o Brasil terá mais uma safra recorde de soja: 133 milhões de toneladas, 6,4 por cento a mais que na safra anterior.

“A área plantada cresceu muito sobre as pastagens. Com o aumento da área plantada e uma boa produtividade, nós teremos a maior safra da história do Brasil e a maior safra da história de Goiás”, diz o agrônomo Ênio Fernandes

Esse especialista do mercado de grãos lembra como a safra recorde ajuda na recuperação da economia.

"Nos últimos meses, temos visto uma escalada nos preços dos alimentos aqui dentro do país, o que tem pressionado a inflação. Essa soja e esse milho vão chegar até os produtos alimentícios e também fornecer os insumos para as cadeias pecuárias, ajudando a amenizar preço de carne, leite e ovos, por exemplo", explica o analista de grãos Cristiano Palavro.

O Gabriel, produtor rural, tá cheio de esperanças na venda das sacas.

"Então se você colhe primeiro tá todo mundo buscando aquele produto seu, então você consegue ter uma venda melhor em questão de preço", diz o produtor rural Gabriel Henrique Lopes.

Fonte: Jornal Nacional - http://tempuri.org/tempuri.html




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.