Notícias

15/07/2021 - Pecuária

Projeto une ganhos da pecuária, agricultura e mercado de carbono em Mato Grosso


Aos poucos, uma fazenda tradicional de recria e engorda a pasto dá lugar a uma propriedade que unirá, além da produção de bezerros e boi gordo, a exploração de árvores para produção de madeiras, castanhas e biodiesel, e mais: a produção de grãos, como milho e soja, rotacionando com a área de pasto, e um mercado com serviços ecossistêmicos, como o de crédito de carbono.

A fazenda é da Luxor Agro, o braço de investimentos em agronegócio do Grupo Luxor, com sede no Rio de Janeiro (RJ), que atua nos setores hoteleiro, imobiliário e de capital de risco.

A companhia aportou R$ 5 milhões, junto com a holandesa Meraki Impact, para criar a uma das primeiras vitrines privadas de um novo modelo de pecuária que pretende mudar o conceito de criação de bovinos no País.

Da integração à pecuária regenerativa
A ideia do projeto se baseia nos conceitos de integração lavoura-pecuária-floresta (ILFP), mas quer ir além, através de um olhar holístico da pecuária regenerativa, aliando um modelo de produção com altas taxas de bovinos na pastagem, além da compreensão de todos os aspectos que cercam a fazenda.

A ideia por trás é bem simples: fisgar o consumidor de carnes, especialmente o internacional, a partir de um sistema cada vez mais amigável, integrado e em equilíbrio ao meio ambiente.

Mais informações AQUI

Por Fabio Mooitinho
Fonte: Portal DBO




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.