Notícias

11/10/2021 - Soja

Soja: esmagamento da Argentina pode cair para 56%


A taxa de utilização da indústria de esmagamento da Argentina pode cair para 56% no final do ciclo de produção 2021/22, ante 62% na temporada 2020/21, segundo a TF Agroeconômica. Essa é uma das taxas mais baixas em mais de uma década, segundo um novo estudo da Câmara Local de Esmagamento e Exportação de Oleaginosas -Ciara-CEC. 

“Se finalmente alcançada, essa taxa de utilização seria a segunda menor da última década, ficando apenas acima dos 53% registrados em 2011/12. O relatório também observou o declínio gradual da capacidade da Argentina na última década e a ascensão do vizinho Brasil”, disse a TF. “Nos últimos 10 anos, a produção de soja na Argentina teve uma queda de 6 milhões de toneladas, 9%, de 50 para 44 milhões de toneladas”, completou a câmara no relatório. 

No mesmo período, o Brasil foi o país com o maior aumento em sua produção, de 69 milhões de toneladas, ou 91%, passando de 75 para 144 milhões de toneladas, enquanto a produção de soja nos Estados Unidos teve um aumento de 28 milhões de toneladas, equivalente a 31%, passando de 91 para 119 milhões. “A  Argentina  perdeu  oportunidades  de  mercado,  que  foram  aproveitadas  pelos  Estados  Unidos  e  Brasil,  que conseguiram atender ao aumento da demanda e do comércio mundial da soja e seus derivados”, concluiu Ciara. 

Continue lendo AQUI

Por Leonardo Gottems
Fonte: Agrolink




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.