Notícias

29/03/2021 - Soja

Veja como devem ficar os preços da soja nesta semana


Para a semana, a junção de alguns fatores devem provocar mudanças nos preços da soja. Além do clima e da demanda chinesa, que ganham destaque cada vez mais, o relatório de intenção de plantio dos produtores norte-americanos é o principal fator para os próximos dias.

Acompanhe abaixo os fatos que deverão merecer a atenção do mercado de soja na semana. As dicas são do analista de Safras & Mercado, Luiz Fernando Roque:

– Os players do mercado de soja mantêm as atenções centralizadas no clima para o desenvolvimento final da safra argentina e evolução da colheita brasileira, nos movimentos da demanda chinesa e na situação dos estoques norte-americanos. A primeira estimativa para a nova área dos Estados Unidos, que será conhecida no próximo dia 31, fecha o quadro de fatores, sendo a grande novidade dos próximos dias;

– A previsão de um clima menos úmido para as regiões Centro-Oeste e Sudeste do Brasil nos próximos dias traz certa pressão negativa para o mercado a medida em que os trabalhos de colheita devem acelerar e o escoamento da safra começa a ser regularizado. Além disso, problemas relacionados com a qualidade da soja colhida em alguns estados também devem diminuir, o que deve impedir a queda na produtividade média de algumas lavouras que vinham registrando problemas;

– A nova estimativa de Safras, divulgada na sexta-feira, 26, aponta para uma safra brasileira de 134,09 milhões de toneladas, com aumento de aproximadamente 1 milhão de toneladas frente à estimativa anterior (janeiro). Mesmo com os problemas relatados em alguns estados, as produtividades médias vêm surpreendendo positivamente na maior parte das lavouras brasileiras, o que deve garantir uma nova produção recorde para o país. Tal fato traz maior peso para a sazonalidade de entrada de safra no Brasil, impedindo também maiores ganhos em Chicago;

– Já na Argentina, permanecem as dúvidas com relação ao verdadeiro potencial produtivo da nova safra diante dos problemas acumulados. Apesar disso, o clima nas últimas semanas tem sido mais favorável, com o retorno da umidade para a “zona núcleo”, enquanto as previsões apontam para a manutenção de chuvas para as principais províncias nos próximos dias. Apenas os trabalhos de colheita irão revelar qual será o tamanho da produção argentina. Enquanto isso, as especulações devem seguir;

– O relatório de intenção de plantio dos produtores norte-americanos é o principal fator para os próximos dias. Tudo indica que o USDA irá apontar para um aumento relevante na área a ser semeada com soja nos EUA a partir de maio, com os produtores incentivados pelos bons preços de Chicago. A tendência é de que os EUA tenham novamente um potencial recorde para a nova safra, fato que impede maiores movimentos positivos em Chicago neste momento. Apesar disso, a situação apertada dos estoques norte-americanos é fator de sustentação até a entrada da nova safra.

Fonte: Canal Rural - http://tempuri.org/tempuri.html




Mantenha-se atualizado com o Agro KLFF

Cadastre-se e recebe diariamente as novidades do mercado

2016 Portal KLFF. Todos os direitos reservados.

Termos de uso. Política de privacidade.